Nego do Borel monta cenário de Guerra e aposta em efeitos especiais para lançamento do seu próximo clipe

Parceria com o rapper PK, “Não foi sorte” chega nas plataformas digitais em single e vídeo a partir desta sexta (30).
PK e Nego do Borel (Foto: Divulgação)

Com forte mensagem social, Nego do Borel, nome artístico de Leno Maycon, já tem data para o lançamento de sua próxima música. “Não foi sorte”, parceria com o rapper PK, chega nas plataformas digitais em forma de single e vídeo a partir desta sexta-feira, 30 de outubro.

A novidade ficou por conta da morte do funkeiro carioca durante uma guerra no clipe da canção, que é diferente de tudo que Nego já lançou. Isso porque, além de flertar com o rap, ele pretende levantar reflexões sobre a guerra social que vivemos.

Um dos artistas pretos mais seguidos no instagram, Nego do Borel, que não esconde de ninguém todos os processos de desconstrução que vem vivendo atualmente, mostra também em “Não foi Sorte”, que tem grandes planos para usar sua voz e alcance para levantar discussões pertinentes. O resultado, um vídeo que transborda estilo e substância, uma aventura pop emoldurada com funk, ação, tiros, explosões e muito poder e meditação.

O clipe gravado nas Serras de Casimiro de Abreu, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, reproduz um verdadeiro cenário de guerra, com direito a cerca de 120 munições de festim, 15 réplicas de armas de fogo e muitos efeitos especiais. Para garantir a segurança dos cantores e toda a equipe, a gravação também contou com o apoio e a presença da guarda municipal, guarda florestal e polícia militar, evitando também que as pessoas se assustassem ou até confundissem com uma guerra real.

“Eu fiquei muito emocionado com resultado final desse clipe! Principalmente porque ele traz um Nego do Borel diferente, mais consciente com o próximo e com tudo que está acontecendo com o planeta. Quero muito que as pessoas assistam esse vídeo e possam repensar sobre as suas atitudes e que isso possa inspirar elas a querer e até ser uma pessoas diferente.”

comentou o funkeiro, que além de cantar, também participou da criação do roteiro, escolha do figurino, produção e até direção do clipe.

“Não foi sorte”, é uma grande aposta do funkeiro, que aproveitou o período de isolamento profissional para produzir novos conteúdos musicais e investir ainda mais em sua carreira. O trabalho, com produção assinada pela WchanFilmes em parceria com o escritório do cantor, a NB Produções, ainda de acordo com ele, marca uma grande virada em sua carreira.

“Essa música chega como uma forma de protesto contra os diversos males que enfrentamos hoje na sociedade. Apostamos muito nela, e acredito que o público vai gostar muito. Colocamos muito carinho em cada detalhes, desde a produção do clipe, até a gravação do clipe. Estou muito ansioso!”

concluiu Nego.

Ficha Técnica
Direção e fotografia: Wanderson Chan
Roteiro: Nego do Borel
Produção: Wanderson Chan
Assistente de produção: Jessica Heringer / Victor Tavares / Dentinho
Iluminação: Patrício Laurindo
Efeitos especiais: Equipe Phanton
Contra-regra: Igor Grativol, luiz Vinicius
Elenco: Penha Penna

Nego do Borel (Foto: Divulgação)
PK e Nego do Borel (Foto: Divulgação)
Não foi sorte (Foto: Divulgação)

VEJA TAMBÉM

Publicidade:
Publicidade:
27 Anos de idade que @marinaruybarbosa está completando hoje. #marinaruybarbosa
Publicidade:
Publicidade: